quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Vantagens do etanol sobre a gasolina para os consumidores

de o álcool ser menos econômico em relação à gasolina, ele dá mais potência ao motor, fazendo com que o automóvel ganhe força de arranque e velocidade final (atributos pelos quais alguns carros de corrida estão utilizando o combustível). Como tem rendimento inferior ao da gasolina (é preciso mais álcool para o veículo percorrer a mesma distância), o álcool tem de custar no máximo 70% do valor da gasolina, para que seu preço seja economicamente compensador ao consumidor. Por exemplo, com o litro de gasolina a 2,50 reais, vale a pena usar o álcool se ele estiver no máximo a 1,75 reais. Dependendo do preço do combustível na bomba o consumidor pode optar por usar etanol puro ou misturado à gasolina, que tornará o abastecimento mais barato. Além do problema do rendimento os carros a álcool também têm maior dificuldade para começar a funcionar em ambientes mais frios. Porém não é necessário substituir o combustível no inverno, basta ter o reservatório de gasolina localizado junto ao motor sempre abastecido.


Outro fator importante que os consumidores devem ter em vista são os meios que provocam variações no preço do etanol. Por ser um produto de base agrícola, o etanol está sujeito às variações de preço em razão da safra e de fenômenos climáticos, situação que só será resolvida quando dor criado um estoque regulador. O preço do petróleo também influencia, pois acaba virando uma referência ao revendedor, que pode tentar aumentar sua margem de lucro.

Pelo fato de o etanol ser mais corrosivo do que a gasolina, os motores dos carros flex e a álcool têm de ser fabricados com ligas especiais, mais resistentes, preparados para trabalhar a vida inteira – o que torna desnecessário a intercalação de álcool com gasolina para manter o motor lubrificado. Sendo assim não há diferenças em relação a durabilidade dos motores a diesel, gasolina e etanol. Porém veículos pesados como caminhões, não poderão usar o etanol como combustível devido essa ligas resistentes que não se adaptam aos grandes veículos. Nesse caso a melhor alternativa energética seria o biodiesel, que ainda não conseguiu alcançar o mesmo patamar de produtividade que o etanol de cana-de-açúcar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário